Nem você, nem ninguém

Marco Prates | Vicente Casanova

Tradução

Nem a chuva, nem você e nem ninguém
Vão me fazer parar
Nem o céu, nem a terra, nenhum país
Nem a paz, nem a guerra, nenhum juiz
Nem a perda, nem a vitória
Nem o triunfo e nem a glória
E nem mesmo você que já me fez tão feliz

Eu vou passando, caminhando vendo o mundo girar
Vou destruindo, vou deixando tudo de pernas pro ar

Voam telhas e janelas que se perdem no ar

Caem postes e andares quando me veem passar

Nada nessa vida vai me parar

Nem você e nem ninguém

Nada nessa vida vai me parar

Nem você e nem ninguém

Nem a chuva, nem você e nem ninguém
Vão me fazer parar
Nem o céu, nem a terra, nenhum país
Nem a paz, nenhum juiz
Nem a perda, nem a vitória
Nem o triunfo, nem a glória
E nem mesmo você que já me fez tão feliz

 

Voam telhas e janelas que se perdem
Voam telhas e janelas que se perdem no ar